Dia da Terra

A maior dádiva que a natureza deu ao nosso planeta foi a biodiversidade, uma variedade marcada por milhares e milhares de espécies e habitats, que infelizmente tem sido predada com uma voracidade galopante por seres que se afirmam pensantes. Uma deterioração global sem precedentes, onde a veloz diminuição das populações de plantas e animais selvagens está diretamente ligadas a causas impulsionadas pela nossa atividade, sejam as alterações climáticas, a desflorestação, a caça furtiva, a perda de habitats, entre outros. Os nossos políticos vêm, falam muito, vão plantar uma arvorezita e voltam a falar muito.

A nossa sociedade é estúpida, ou pelo menos como agora está, regida pelo imediato e com necessidade frenética por “coisas” novas, onde o crescimento apenas é medido em quantidade e nunca em qualidade. Somos intelectualmente pequeninhos, vivemos rodeados por pseudo decisores e os seus egos. Aeroporto do Montijo, é disto, muito seguramente um bom exemplo.

Vamos rebentar, não me vem à cabeça outra palavra que descreva o método, com parte de uma zona com um potencial enorme para a conservação e toda a economia a ela associada, por exemplo, o birdwatching é um mercado gigantesco. Podia-se perfeitamente planear um aeroporto de raiz, com uma construção faseada, numa zona menos sensível. É uma planificação nacional e não regional, não se deixa cair uma localização, porque “politicamente vamos estar a contradizer a ideia original e a deixar cair uma promessa eleitoral”, ora, então não é o que é feito todos os dias.  

Acredito no ser individual e não vou numa de coletivos, não sou um radical da conservação da natureza, nem nada que se assemelhe a tal, não acredito que para se proteger se tenha que fechar, por exemplo, uma determinada zona, onde apenas uma meia dúzia de iluminados têm acesso. Pelo oposto, acredito sim que se virmos e conhecermos aí sim podemos verdadeiramente proteger.

Hoje, muito provavelmente, os nossos políticos irão fazer os habituais discursos da terra isto e a terra aquilo, podiam sim olhar para a nossa proximidade e ai sim planificarem, provavelmente ganhavam mais votos, afinal de contas é disso que se trata.  

Nuno CabritaComment