Stop

Existem coisas, não tão poucas quanto isso, que me conseguem deixar profundamente triste. mas poucas como tanta intensidade, como um animal morto pela ação humana, e não digo que este caso em concreto tenha sido em consciência. Bem, mas verdade também é, que tenho mais apreço por animais, do que por muitas pessoas que por ai consomem oxigênio.

Não me considero um conservacionista radical, nem do não porque não, não apoio a dita “agricultura biologia” como forma de sustento humano, mas julgo que devíamos não pensar, mas sim olhar para o que estamos a fazer a nos próprios, ao meio em que habitamos, no que perdemos com a diminuição violenta da biodiversidade e tal fruto das nossas ações.

Nuno CabritaComment